5 de dezembro de 2011

Dom Casmurro


Postado por Carol Guimarães

Dom Casmurro é considerado como um dos clássicos de nossa literatura,pois relata o enigma do amor entre Bentinho e Capitu.

Nesta obra conheceremos o Bentinho que narra a sua história,que por causa do ser uma pessoa solitária começa a escrever seu passado.

A história começa no ano de 1857,na rua de Mata-Cavalos,quando o menino percebe que está apaixonado por sua vizinha Capitu e descobre que a moça corresponde o amor até então despercebido por parte de Bentinho.

Mas,José Dias,um agregado da casa de Bento,faz com que a mãe do menino lembre-se da promessa feita anos atrás,de Bentinho ser seminarista e aós o jovem escutar esta conversa ele elabora planos que impeçam sua ida ao seminário.

Contudo,Bentinho não consegue evitar sua partida e é separado de Capitu para se formar padre e chegando lá conhece Escobar que se transformam em melhores amigos.


Depois de algum tempo no seminário,Bentinho junto com José Dias convence a mãe de pagar os estudos eclesiástico de outro garoto e assim o jovem sai do seminário,forma-se em Direito e anos depois casa-se com a sua amada.

Porém,Escobar sai um pouco antes de Bentinho do seminário e se engaja no ramo do comércio e assim os amigos compartilham uma adorável amizade,fazendo com que Escobar casa-se com Sancha,uma amiga de Capitu.

Com o passar do tempo Capitu tem seu primeiro filho e passado alguns anos Escobar morre afogado,mas no enterro do amigo Bentinho percebe que sua esposa ficou abalada demais,fazendo com que ele comece a desconfiar de uma "traição".

Então,depois disso,Bentinho desconfia de tudo,até da semelhança de seu filho com o amigo e faz com que o "Dom Casmurro" chega até tentar matar a criança.

E é assim que Capitu separa-se de Bentinho e vai morar na Europa,onde anos depois morre,mas por surpresa do protagonista Ezequiel,o filho dele,volta ao Brasil para visitar o pai e depois viaja para o Oriente Médio e lá morre.

O leitor irá se atrapalhar cada vez que ler esta história,pois uma hora vai achar que Capitu realmente traiu Bentinho e outra hora vai achar dizer que não,que tudo não se passou de um amor doentio do próprio Dom Casmurro.

Assim que li este livro pensava que Capitu era uma safada e traidora,cheguei até sentir raiva dela,contudo vale lembrar que a obra é contada em primeira pessoa e possui apenas uma opinião,fazendo com o que a mulher fique incomunicável e assim conclui que a Capitu seja realmente a traidora.

Leitores,fiquem atentos com o personagem de Bentinho,pois pessoas como ele maquinam hipóteses e faz com que vocês caiam na lábia dele.

Espero que vocês lembrem e imaginem a Capitu,que apesar de não dar opiniões no texto é uma das personagens principais!

Beijos Pão de queijo!

5 comentários:

  1. Eu confesso que para minha pessoa ler literatura brasileira, principalmente desse tipo de autor, que eu considero acontecimentos meio antigos, é um sufoco. kkk Eu tenho Dom Casmurro, Primo Basílio, etc . Mas pegar para ler, que é bom nada. Adorei o post, simples, e ótimo. Muito bem explicado. Beeijão :*

    papeldeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu vi um pouco da série, e gostei muito, o livro pretendo ler um dia!
    É uma história muito boa mesmo.
    Adorei a reseha.
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Bem,fico pasma com pessoas que dizem que ler Machado de Assis é chato ou cansativo!Meu Deus,ele foi e será para sempre o grande mestre da nossa literatura.É muito difícil nos dias de hoje encontrar alguém que resenhe esse tipo de livro.Pois, na maioria das vezes,todo mundo lê esse tipo de livro quase que obrigado,seja na escola ou para prestar um vestibular.Enfim,é lamentável!
    Mas,preciso expressar meu contentamento de encontrar pessoas como você,que se prestam a colaborar com o crescimento cultural de seus leitores.Pois,resenhar Machado,ou qualquer outro autor considerado como clássico não é para qualquer um.Você está de parabéns.
    Bela iniciativa e excelente resenha!
    Bjs!
    Zilda Mara
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  4. Olha, faz séculos que eu li Dom Casmurro.. e confesso que obrigada pelo vestibular, mas gostei do livro, assim como vários outros clássicos da nossa literatura.

    Bela resenha, e parabéns por resgatar essa belíssima obra prima.

    Bjoss

    TeLa
    penseiraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Me lembro de ler esse livro pela 1° vez aos 14 anos.. Na escola. Na época ser obrigada a ler clássico era algo torturante.
    Depois li com 19 anos, quanta diferença. A gente fica mais maduro e entende melhor a trama do livro.
    Dom Casmurro, Moreninha e Memórias Postúmas de Brás cubas são os únicos clássico que eu gosto.

    ResponderExcluir