6 de dezembro de 2011

Postado por Carol Guimarães



Oie seus gulosos!Como estão?
Hoje trago  novidades da Editora Novo Conceito: o seu lançamento “Não sou esse tipo de garota” da autora Siobhan Vivian.
Sinopse:Na minha visão de veterana, a orientação aos calouros é uma perda de tempo colossal.Se fosse por mim, as coisas seriam bem diferentes. Somente três coisas seriam transmitidas aos garotos para que vivessem uma experiência de sucesso no ensino médio: fazer a lição de casa, usar camisinha e passar desodorante nos sapatos de couro. Por outro lado, ao aconselhar as meninas, diria que confiar em garotos é igual a beber e dirigir. O fato de se tomar uma ou duas cervejas nunca parece perigoso no começo. Mas para mim, era óbvio: por que alguém iria correr o risco? (...) Era o tipo de informação que poderia salvar a vida de uma garota (...) Momentos constrangedores tinham uma vida útil surpreendente na escola (...)” A vida é feita de escolhas, e Natalie Sterling se orgulha de suas decisões. Mas será que agora conseguirá escolher o caminho certo? Ainda continuará sendo o mesmo tipo de garota até a formatura? “Siobhan Vivian desafia as suposições sobre o sexo na escola e envia uma mensagem positiva sobre aceitação, perdão e amor.” Este era seu último ano do colégio. Entrar na universidade, ser presidente do conselho estudantil e passar todos os dias com sua melhor amiga era tudo o que Natalie havia planejado. Ela sempre foi estudiosa, a melhor da classe. Não era o tipo de garota comum na Academia Ross, pois se reocupava muito com sua reputação. Talvez até demais. Então, para sua surpresa, no início das aulas, uma caloura a reconhece por tê-la tido como babá anos atrás. Desse reencontro surgirão muitos acontecimentosem que Natalie será obrigada a fazer difíceis escolhas para os dilemas de sua vida no ensino médio, como qualquer adolescente. Seu último ano será repleto de decisões, indecisões, julgamentos e paixões, tornando-se inesquecível. Seus planos sofrem uma reviravolta e sua vida fica de pernas para o ar, tudo o que ela não dese java inicialmente.
E também tem o livro “A jornada” do autor Erin E. Moulton que está sendo muito comentado pelos blogueiros e também pelos leitores,então resolvi indicar aqui no blog.
Sinopse: A história começa lá em casa. Na montanha. Cinco quilômetros morro acima em uma rua poeirenta e esburacada, passando pelo pomar de Mr. Benny, logo depois da banca de legumes da Nanny Ann. Estamos no outono, minha estação favorita. E em poucos dias será meu feriado favorito: Halloween. É isso aí, aqui em Canton Creek Turnpike, é tempo de pegar doces e esculpir abóboras.” Quando as crianças ouvem histórias sobre lendas, mistérios e milagres, só podemos imaginar – de longe – o que estes contos podem significar em suas mentes. A história de A jornada surge assim: de uma senhora misteriosa, que vive entre as águas da floresta e é capaz de realizar milagres, a uma linda e comovente narrativa sobre o amor entre irmãs. Ao nascer fraquinha, com a vida em risco, Lilly desperta em suas irmãs uma necessidade heróica de providências. Tocadas pela tristeza que abate a família, elas se arriscam em uma jornada cheia de aventuras e situações muito incomuns. Entre florestas, quedas de água, pântanos, barulhos assustadores e caçadores nada agradáveis, as meninas lutam pela própria vida enquanto buscam a água milagrosa que deverá salvar sua irmãzinha. Um conto de fadas contemporâneo, escrito de forma sensível, que envolve o leitor nas maluquices das garotas e que é capaz de encantar e enternecer.
Têm também lançamento da editora Martin Claret e seu livro As confissões do autor Jean-Jacques Rousseau.
Grande personalidade da História, Jean-Jacques Rousseau, um dos maiores filósofos de todos os tempos, resolveu revelar, num livro, a sua vida íntima. Já maduro, em As confissões, ele narra detalhadamente toda a sua trajetória, tanto a do homem como a do pensador. À luz da experiência concedida pelo tempo, Rousseau repassa toda a sua vida, mesmo os episódios mais vergonhosos ou controversos, e comenta sua formação intelectual e as relações que manteve, oferecendo ao leitor a oportunidade de conhecer o contexto em que surgiram muitas de suas teorias. Dividida em duas partes, a obra apresenta — além do caráter pioneiro, uma das primeiras do gênero — um estilo bastante particular: não se limitando a um registro cronológico, Rousseau conta sua história enquanto tece reflexões sobre as experiências vividas. Assim, As confissões ganham um matiz quase romanesco, reunindo uma linguagem poética e rebuscada e um caráter documental de testemunho autobiográfico.
Muito interessante para quem está cursando o ensino médio,super recomendadíssimo pessoal!
Ah! Estava esquecendo de falar de um livro nacional,vocês se lembram de um seriado que passou na globo chamado Divã?Então é adaptação do livro de Martha Medeiros.
Dona de um texto brilhante, Martha seduz com uma narrativa envolvente e catalisadora e transforma o leitor a princípio numa espécie de voyer, conduzindo-o por uma espiral de acontecimentos reveladores. Ao final da leitura somos surpreendidos e, além de nos tornamos cúmplices das loucuras, conflitos, e questões existenciais da protagonista, constatamos que em vários momentos estávamos deitados em nossos próprios divãs.
"Divã" conta a história de Mercedes - uma mulher com mais de 40, casada, filhos - que resolve fazer análise. O que começa como uma simples brincadeira acaba por se transformar num ato de libertação; poético, divertido, devastador. Movida pela angústia existencial , que se não é coisa triste tampouco é libertadora, a busca da protagonista de Marta é universal e atemporal: quer descobrir , entre todas aquelas que ela é , quem é a chefe, quem manda dentro dela. Marinheira de primeira viagem em terapia a personagem encara o consultório como se fosse uma espécie de alfândega que vai dar o visto para ela passar para o lado mais oculto de sua personalidade. Na verdade, o mundo inventado por sua protagonista é abertamente inspirado na realidade que ela captura em suas deliciosas crônicas. Mercedes é uma mulher que se parece um pouco com todas nós. Divertida, pragmática, inteligente e - sim, por que não? - superfeminina. É do tipo corajosa, daquelas que não têm medo de nada. Capaz de administrar bem a casa, os filhos, o marido e até mesmo seus ataques de vaidade. Ela nos parece muito segura de si, daquelas que possuem controle sobre tudo. Será? Ao decidir pela análise, nossa protagonista descobre que controle é uma palavra bastante frágil - ´não tenho medo de perder o senso. Eu tenho medo é desta vigilância interior, tenho medo do que impede de falhar´. Ao se deitar naquele divã, Mercedes se dá conta de suas armadilhas cotidianas. Ao entrar neste jogo catártico, Mercedes nos confidencia que a liberdade é atraente quando nos parece uma promessa, mas pode nos enlouquecer quando se cumpre. 




Enfim meus leitores,ultimamente estou colaborando com a literatura nacional,desenterrando alguns livros como Dom Casmurro e mostrando a vocês que no nosso país possui escritores tão bons quando os estrangeiros e nós nem damos muita atenção para eles.
Beijos Pão de queijo!

8 comentários:

  1. E as editoras continuam em livros e mais livros para meninas, mas tem uns divertidos ae nesse meio. Curti a história de "Não sou este tipo de Garota", parece divertido. Quanto ao Divã, jã li e assisti aquele filme que fizeram, mt bacana também. Ótimas dicas, e dei uma sumida, mas já estou de volta. ;)

    beijão.
    satierff.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Menina,você é fera!Amei todas as suas indicações.Não li nem A Jornada nem Não sou esse tipo de Garota,mas tenho muita vontade de ler os dois.Divã eu amo de paixão,pois sou completamente apaixonada por Martha Medeiros.Puxa vida,quando vejo qualquer coisa a respeito dela,eu vou correndo ler...rsss
    To adorando visitar o seu cantinho...bom demais!
    Zilda Mara
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  3. Quer acabar com meu money.
    *-*

    beijinhos, Blanc

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nenhum desses, acredita?
    Pretendo ler em breve! :3

    Um beijo,
    Luara - @luuara
    http://estantevertical.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oei...
    Passando para dizer que tem selinho para você lá no http://www.ilusoesescritas.com/
    Espero que goste.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. É verdade Ana *__* Temos que valorizar bem nossos autores nacionais, que são super inteligentes e carismáticos. HOHO Lindo o Blog como sempre, parabéns! hehe
    Beeijão :*

    http://papeldeumlivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida! Passando pra conhecer o seu cantinho... Adorei, muito legal. Já to seguindo!
    Aproveito p te convidar a conhecer o meu blog de variedades. Informo q o espaço p parcerias está aberto lá no Vou-de-Blog!
    Bjinhos!!

    www.voudeblog.com

    ResponderExcluir
  8. Os autores nacionais são o máximo! Não sei porque as pessoas não dão valor... O blog tá lindooo!

    http://papeldeumlivro.blogspot.com :)

    beeijo :*

    ResponderExcluir