15 de fevereiro de 2012

O ser escritora


Postado por Carol Guimarães

Existem muitas dificuldades que a vida me proporcionou, uma delas foi a me de transformar em uma escritora, pois acredito que até hoje foi uma das minhas dificuldades que possuiu mais obstáculos.
Desde pequena meus olhos brilhavam quando via um lápis e um papel, porém eu não sabia escrever e ficava com inveja das pessoas que sabiam e não utilizavam esse artifício.
Então entrei na escola, isso foi um máximo, agora sim poderia escrever o que eu imaginava, as primeiras letras que minha mão desenhou foi o meu nome, ual!Eu lia e relia cada letrinha e me emocionava.
Pensava que escrever era um ato simples, era apenas pegar uma caneta e uma folha ou um teclado do computador e começar. Aí, porém que está a questão: começar.
Eu sabia o que escrever, mas ao ver o papel em branco e o lápis quieto na mão era terrível, tive insegurança. “E se as pessoas não gostarem do que eu escrever? E se?” Essa era a minha trava para não escrever.
Incentivo. A primeira palavra que entrou para a minha lista de superação, pois minha família e minha professora ao verem que eu gostava de escrever e tinha medo me incentivaram tanto que comecei a quebrar a barreira do meu medo.
Um dia minha tia em uma das viagens para os cursos dela ela conheceu um escritor e na conversa deles ela disse:
“Sabe, eu tenho uma sobrinha que ama ler e o sonho dela é escrever um livro.”
Nossa quando ela disse isso para o escritor ele logo escreveu uma carta para mim dizendo que se eu tenho um sonho que eu nunca desista dele, pode ter um paredão para eu passar, mas desistir nunca! E sim persistir. Pronto, mais uma palavra para colocar na minha lista.
Logo depois de tantas desistências eu respirei e pensei que se é um dom e um sonho que tenho eu posso, preciso parar com essa insegurança e correr atrás.
  E foi logo em seguida que decidi montar um blog para expor meu trabalho e não é que deu certo?Apesar deu estar no último ano de ensino médio e com isso redobrar os meus estudos, nunca vou desistir desse meu recanto.
Nesse mundo dos blogs literários fiz parcerias com editoras, conheci escritores brasileiros que não sabia que existia e também conheci uma amiga, a Lilian, que fiquei encanta com ela.
Então depois de muitas conversas,falei com toda a certeza:
“Lilian quero escrever um livro,eu posso,tenho esse dom,mas tem algo faltando em mim!”
Ela sem pestanejar disse que ser uma escritora não é ter medo,tem que ir em frente,ser audaciosa,mais uma palavra para minha lista.
Hoje posso dizer para vocês que sou uma escritora,tenho que aprender algumas coisas,claro,mas destruí aquele paredão que me rompia quando ia escrever,desanimei muitas vezes,cheguei a chorar,pensei que nunca  iria conseguir nada porque eu era uma fracassada,mas lia aquelas palavras da minha lista e comecei a lutar por aquilo que sempre sonhei.Nunca,mais nunca desistam do dom de vocês!

7 comentários:

  1. Oi,

    amei o texto!! Também quero ser escritora e entendo a sua dificuldade e o seu medo, pois também já os senti!!

    Por isso digo para você (e para mim): não desista!!

    Boa sorte e bjs!

    ResponderExcluir
  2. LINDO texto. Me emocionou... :) Tb sou escritora e sinto esses medos, mas um dia vamos chega lá. :)

    Depois passa lá no blog, flor! :)

    Beijoooos

    Gleice
    @MPessoais
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  3. Nana, sua linda. Você já fez o mais importante, na minha opinião, que é descobrir o que realmente é. Sim, você é uma escritora. Ponto.
    O importante mesmo é deixar o coração leve e ser feliz fazendo o que ama. Mas lute e trabalhe e escreva muito...
    abração,

    http://milkshakespeareandcompany.blogspot.com
    @maira_wn

    ResponderExcluir
  4. Que lindo texto!!!
    Eu tb queria escrever, ja tentei um conto, deram 10 paginas... hehehe
    mais tem uns errinhos, mais nunca mais tentei...
    beijos
    ta sumida heimmmmm....
    http://dailyofbooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Seu texto é lindo! Me identifiquei um pouco, mas ao contrário de você, eu guardava esse sonho só pra mim, recentemente foi que contei as pessoas ao meu redor sobre os meus livros, já escrevi dois, estou desenvolvendo o terceiro, mas sinto que ainda falta algo, não pretendo publicá-los agora!
    Boa sorte pra você! Supere seus medos! Sonhe alto!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Seu texto é lindo! Me identifiquei um pouco, mas ao contrário de você, eu guardava esse sonho só pra mim, recentemente foi que contei as pessoas ao meu redor sobre os meus livros, já escrevi dois, estou desenvolvendo o terceiro, mas sinto que ainda falta algo, não pretendo publicá-los agora!
    Boa sorte pra você! Supere seus medos! Sonhe alto!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Fico feliz que tenha superado o seu medo, e está entrando no mundo da escrita...vá em frente, quero ver um livro seu por esse mundo literário. Boa sorte.

    http://leiturasdepaty.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir