20 de abril de 2012

News da semana da Editora Dracaena


Postado por Carol Guimarães



Oie pessoal!Como vocês estão?
Perceberam que eu andei sumida? Pois bem,sumi por causa dos meus estudos,tive que fazer algumas provas e também precisava me agilizar nas leituras,estou com uma pilha de livros pra ler e optei por começar com o clássico O conde de monte cristo.Desculpem!
E para deixá-los antenados nas notícias sobre o mundo dos livros eis uma postagem sobre a Editora Dracaena:
1.  Entrevista com Janethe Fontes, autora do livro Sentimento Fatal.

Onde comprar:
Direto do site da editora 
Sinopse do livro:O amor destrói? 
E o ciúme, pode ou não ser controlado? 

Sentimento Fatal levará você a pensar nessas questões e rever seus conceitos… todos os seus conceitos em relação ao amor.

Dividida entre a paixão avassaladora do marido Roberto, que tem um ciúme doentio, e o grande amor de infância de Daniel, que ela torna a encontrar dez anos depois, Adriana Diniz Martinez terá de vencer o medo e reencontrar a si mesma… Lutar pela própria integridade e também pela filha Letícia, pela qual é capaz de tudo, sobretudo suportar a violência do marido, sobretudo suportar a própria infelicidade.

Com uma narrativa surpreendente, combinada a ingredientes como drama, aventura, sedução e suspense, e tendo ainda como pano de fundo a violência doméstica, a autora faz com que o leitor tenha de prender o fôlego para acompanhar este romance que, em cada novo capítulo, nos revela uma dura realidade que, lamentavelmente, atinge milhões de mulheres em todo o mundo. Nos faz descobrir ainda que o amor pode ser tranquilo e seguro, mas também agitado e extremamente perigoso.
Entrevista:
O que lhe inspirou a escrever Sentimento Fatal?
Não sei lhe dizer exatamente o que me inspirou. O fato é que quase todos os dias somos bombardeados por notícias que envolvem violência contra a mulher, pedofilia e abuso sexual. E não há como não se impressionar com isso... Como não se sensibilizar com esses casos. O pior é que parece que o índice de violência e abuso está crescendo a cada dia, mas não há como afirmar isso com cem por cento de certeza. Afinal, a história nos mostra que esses tipos de violência (abuso sexual de crianças e violência contra a mulher) sempre existiu... Muita gente sofreu calada horrores entre quatro paredes, e apenas agora está tendo coragem de denunciar seus agressores... Estima-se, porém, que o índice de crianças abusadas sexualmente e mulheres agredidas seja ainda maior. Segundo pesquisas, apenas 10% dos casos são registrados na polícia.
Como você vê a relação amor e agressão que é aceita por muitas mulheres que dizem estar apaixonadas?
A paixão é um sentimento muito complicado... irracional, na verdade. Mas quanto à “aceitação” da agressão por muitas mulheres, acho que é muito mais fácil criticar a conduta do que encontrar as respostas. Por isso, é preciso ter muita cautela ao falar desse tipo de assunto. Quem nunca ouviu falar “que um tapinha não dói”?
Pois é, a sociedade é muito controversa, cobra um tipo de conduta, mas prega outra...
Quais os tipos de incentivos que se podem dar as mulheres que perderam a alegria dentro de relacionamentos destruídos pelas agressões?
Nossa, que pergunta complicada! Não sei se vou conseguir responder a contento... Pelas minhas pesquisas e leituras sobre o assunto, geralmente, uma mulher que viveu esse tipo de relacionamento leva anos para recuperar sua autoestima. Elas sentem vergonha ao falar do assunto. A culpa pela inação, em alguns casos, perdura por toda a vida. Talvez, só o “apoio moral” dos amigos e familiares ajude. Mas esse apoio não pode estar acoplado à crítica, o que é muito comum nesse tipo de situação.
Existem maneiras de identificar esse tipo de amor doentio antes que se torne agressivo?
Acredito que sim, mas não é tão simples. Se fosse, já teria tratamento para isso há muito tempo. Há quem pense que “amar é doar-se completamente ao outro”, que o ciúme ajuda a “apimentar” a relação. Para mim, amor não é isso. Mas, quem disse que eu estou certa?
Que tipo de retorno você busca receber com o livro Sentimento Fatal?
Procuro não colocar expectativas demais sobre os meus livros. Espero apenas poder proporcionar ao leitor bons momentos de leitura... e de reflexão também.
Acredita que as leis ainda são brandas e falhas perante crimes de pedofilia, violência sexual e doméstica?
No Brasil, as leis são brandas e falhas não somente para crimes de pedofilia, violência sexual e doméstica. Aqui, a justiça é lerda e burra para tudo o que é tipo de crime!! Veja a quantidade de crimes cometidos por motivos extremamente fúteis! Diariamente, pessoas são agredidas nas ruas, sejam por serem negras, homossexuais ou nordestinas. E onde estão os criminosos? Soltos, claro!
Acredito que para combater a violência, além de leis mais severas, faz-se necessário um trabalho intenso de conscientização junto à sociedade.
Como chegou até a Editora Dracaena?
Não lembro em qual blog literário eu vi um artigo sobre a editora. Então, procurei maiores informações na net, para conhecer a linha editorial da Dracaena, e aí eu enviei minha obra.
Projetos para 2012?
Nossa, são tantos!! (rsrs) E eu estou super entusiasmada com alguns projetos que estou iniciando... Espero apenas dar conta de tudo; afinal, não tem sido fácil administrar a carreira literária com a profissional, mas como tenho uma personalidade "ativa demais", não consigo "aquietar". Estou sempre com a cabeça a mil por hora, voando alto e em alta velocidade. Não posso falar sobre todos esses projetos agora. O bom senso me diz que devo esperar um pouco mais. Então, em breve divulgo as novidades. Aguardem!
2.    Entrevista com Raphaella Mello, autora do “livro Segredos de um Vampiro”.
Onde comprar:
Direto no site da Editora
Sinopse do livro: Solitário, frustrado e fugindo de um caçador de vampiros que o perseguia no Velho Continente, o enigmático Marq Melo Monteiro, depois de 245 anos, retorna ao antigo lar, Cidade dos Anjos, de onde escapou após o assassinato dos pais. 

O que Marq não esperava é que, logo ao chegar, conhece Carol Miranda, aficionada em ciências ocultas e bruxaria, mas que esconde dele a sua identidade. 

Marq, cuja intenção é reintegra-se à sociedade, também não revela à Carol a sua verdadeira história. 
Quando em Cidade dos Anjos pessoas aparecerem misteriosamente mortas, Marq descobre que há outros vampiros em ação. 

Até quando, no seu relacionamento com Carol, conseguirá esconder a real identidade e instintos, uma vez que Carol, se souber que ele é um vampiro, irá associá-lo às mortes ocorridas?
E Marq? Conseguirá não provar do sangue da amada, que tanto deseja, e manter seu segredo a salvo?
Entrevista:
Publicar o primeiro livro foi como você pensava?
Achei que seria mais difícil. Receber as respostas das Editoras foi rápido. Das sete editoras para as quais enviei a sinopse, três ficaram interessadas. Escolher uma entre elas foi o mais difícil, pois todas as propostas eram boas.

De onde veio a inspiração para Segredos de um Vampiro?
Sempre acompanhei o assunto, pois sou apaixonada pelo tema. Assisto e leio tudo o que posso sobre vampiros e uma noite, ao me deitar, a ideia central da história surgiu. Fiz anotações e no dia seguinte comecei a desenvolver o texto.

Qual o ponto mais forte e mais fraco do mercado literário nacional, na sua opinião?
No momento, o ponto mais forte é que algumas ótimas editoras estão investindo em novos autores e dando oportunidade a eles de mostrarem seus trabalhos, ótimos trabalhos. O ponto mais fraco é que ainda falta muito incentivo para autores, pois publicar um livro é algo que exige um grande investimento.

Quando decidiu escrever sobre vampiros, ficou com medo de que as pesssoas achassem que fosse mais do mesmo?
Em alguns momentos sim. Muitos falam que o tema "vampiros" já se esgotou etc. Porém isso não é verdade, pois constantemente se publica um livro novo, são lançados filmes e séries e cada um deles aborda o tema de forma diferente, basta usar a criatividade. A maioria torna-se sucesso.

Como o público está reagindo a sua história, na sua opinião?
Estou satisfeita com a aceitação do livro, as pessoas estão gostando e a procura tem sido grande.

Qual foi o momento mais marcante na sua carreira até agora? Aquele que você pensou: Ai, agora eu sou autora.
Quando recebi o livro pronto. Foi muito emocionante, ele ficou lindo, o material utilizado é de primeira. O segundo momento foi a noite de autógrafos. Receber o carinho dos amigos e de pessoas que compareceram me fez sentir, definitivamente, uma escritora.

Quais suas referências literárias?
Gosto muito de ler Dan Brown, Philip Pullman, Beth Fantaskey, entre outros. Sempre aproveito algo dos livros que leio.

Cita para a gente um livro que você lê e pensa: gostaria de tê-lo escrito?
O último livro que li e tive esse sentimento foi o da Beth Fantaskey, "Como se livrar de um vampiro apaixonado". Eu estava ansiosa aguardando a resposta das editoras e num sábado passei pela livraria do Shopping e vi o livro. Como sou apaixonada pelo tema e gostei da capa, comprei, pois ainda não conhecia a autora. Não sosseguei até terminar de lê-lo, estou esperando o segundo.

Como é o relacionamento com a editora? É como você pensava?
É melhor do que eu esperava. Tudo o que preciso eles estão à disposição para me ajudar, a capa ficou linda, o material de divulgação do livro também. Não há burocracia.

O que podemos esperar das futuras obras de Raphaela Mello? Algo ainda para esse ano?
Estou escrevendo a sequência de "Segredos de um Vampiro" e trabalhando na revisão de outros dois livros.
Esse ano me dedicarei à divulgação de "Segredos de um Vampiro", quero finalizar os outros livros para ano que vem publicá-los.

Algum recado para os nossos literatos?
Gostaria de agradecer o carinho com que os leitores e as mídias sociais me receberam e todo apoio que estou tendo. Todos os dias recebo mensagens elogiando o trabalho, isso é um incentivo para continuar.

E ai pessoal gostaram das entrevistas?Amanhã eu volto com mais um Eu indico  para vocês!
Beijos Pão de queijo!

6 comentários:

  1. Ahh que demais as entrevistas! A segunda me chamou mais atenção porque gostei mais da capa, mas a da primeira é linda também! Quem sabe ainda terei oportunidade de ler? Espero!
    Beijos e parabéns! Adorei o post :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Nana!
    Ficaram ótimas as entrevistas,gostei muito da entrevista da Raphaella,pois tenho uma queda por vampiros.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana, sumida! haha :)
    Gostei muito das entrevistas e, também fiquei interessada nos livros, ainda não conhecia nenhum dos dois.
    Adoro histórias de vampiro!

    Beijocas.
    www.artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei as news desta semana!
    A Dracena está com tanta novidade boaaaaaa! Olha que eu sou suspeita, mas a verdade é que o catálogo de abril vem aí maravilhoso! Equinócio estará nele!

    Obrigada pela divulgação!

    Beijocas,

    Lu
    @LuPiras80
    www.equinocioaprimavera.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. As entrevistas foram demais!!!! Foram super simpáticas!!! Só discordo um pouco da Raphaela quando ela diz que o tema "vampiro" não está saturado.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir