3 de agosto de 2012

[Resenha]Onze Minutos


Postado por Carol Guimarães


 
Sinopse:Nascida no interior do Nordeste, Maria aprendeu cedo que o amor só causa dor e sofrimento. Aos 19 anos, já tendo perdido a inocência e se tornado manipuladora e cínica, ela decide realizar o sonho de conhecer o Rio de Janeiro e parte numa aventura solitária.
Depois de aceitar o convite de um empresário suíço para ser a estrela de sua boate em Genebra, ela sai do país acreditando que deixará para trás aquela vida triste e monótona.
Só que as coisas não acontecem como Maria esperava e ela se depara com uma escolha que definirá o resto de sua vida: lamentar a má sorte ou seguir em frente, de cabeça erguida, vendendo o único bem que possui – seu corpo.
Para sua surpresa, Maria se descobre fascinada pelo submundo do sexo. Com um misto de medo, curiosidade e desejo, ela se aprofunda cada vez mais na arte da sedução e passa a ver sua vida como um jogo em que ela dita as regras e sempre sai ganhando. Mas todos os seus planos e crenças sobre o amor são desafiados por uma relação intensa com um pintor misterioso, com quem aprende que o prazer físico é apenas um coadjuvante na comunhão entre duas almas.


Onze minutos relata a vida de Maria, uma jovem do interior do nordeste que sonha em possuir uma vida melhor para ela e sua família.
Como todas as meninas da sua idade Maria deseja muitas coisas e uma delas é poder sair de sua terra natal e conhecer outros lugares e depois de muito trabalho a nossa protagonista consegue um bom dinheiro para realizar um dos seus maiores sonhos: conhecer o Rio de Janeiro.
Ao chegar no Rio,Maria conhece um homem suíço que faz uma proposta de trabalho,no qual ela terá que sair do Brasil e ir trabalhar na Suíça como dançarina.
Contudo, quando ela chega  à Suíça, descobre que nada era como o combinado e logo decide sair do emprego em busca de algo melhor, mas Maria acaba se tornando prostituta.
A cada dia Maria descobre no sexo várias coisas que ela não entendia sobre sua vida e vai conhecendo o mundo dos homens.E é nesse estudo árduo sobre os homens que a nossa jovem protagonista descobre o que é ser amada e poder amar.
Então nossos corpos aprendem a falar a linguagem da alma, isso se chama sexo, é isso que eu posso dar ao homem que me devolveu a alma, embora ele desconheça totalmente sua importância na minha vida. Isso foi o que ele me pediu, e isso ele terá; quero que seja muito feliz.
Quando li esse livro fiquei indignada com a forma do autor usar as palavras,mas depois percebi que tem que ser desse jeito que o Paulo Coelho escreveu esse romance,pois se não fosse assim não conheceríamos o real sentido do sexo.
O sexo é a arte de controlar o descontrole.
Caros leitores Onze minutos é bem explícito quanto ao sexo, então, se for ler, prepare-se para partes bem indecentes, por isso é preciso ter maturidade para ler este livro.

11 comentários:

  1. Oi Nana :)

    Nunca li nada do Paulo Coelho, e sinceramente, nunca tive vontade. =/
    Mas enfim, sua resenha ficou bem legal e sincera!

    Beijocas, flor.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu não curto os livros místicos do Paulo Coelho, mas esse foi o único livro dele que li em toda minha vida e amei!
    O livro é forte e muito envolvente. É leitura para os "fortes"rsss.. Como eu adoro livros com essa temática polêmica eu recomendo a todos que conheço.
    Bjs,querida!

    Zilda
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada deste autor, mas também não tenho nada contra. Um pouco de sexo nos livros, até que é bom sim ^^ mais acho que não me adaptaria a algo tão erótico como puder perceber!
    http://garotoonerd.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Se tu achou Onze Minutos explicito melhor nem ler Se eu morrer antes de você, O Cheiro do Ralo, Belle, Cruzando o caminho do sol.
    Acho esses livros muito mais explícitos do que Onze Minutos. Paulo Coelho teve um cuidado enorme ao relatar as "aventuras" de Maria.
    No meu ponto de vista é um excelente livro. Até posso dizer que foi o último livro dele que é realmente bom.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, eu pensei que esse "onze minutos" fosse diferente, enfim, não vou muito com a cara do Paulo Coelho por questoes pessoais rsr a história pode até "parecer" interessante, mas não acredito que essa seja a razão do sexo, do contrário ele não teria sido feito para que duas pessoas se unissem. O amor vai muito além disso, eu não li o livro e é por este tipo de narração do Coelho que eu não me esforço pra ler alguma obra dele.
    Fora Coelho, sua resenha ficou ótima, bem resumida e conseguiu falar bastante sobre o livro, parabéns!
    www.idelmaria.com

    ResponderExcluir
  6. Não sou muito fã do Paulo Coelho, mas gostei desse livro.
    Na verdade ele me chamou atenção epla capa, e sua resenha me deixou doidinha KKK.
    Afinal, qual das suas resenhas não deixa??

    Beijos
    http://secretsentreamigas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Que saudade do seu blog, Nana!!! Queria passar mais vezes por aqui.
    Pois é, eu nunca li Paulo Coelho, a não ser colunas no jornal. Confesso que nunca tive muito interesse, mas penso em dar uma chance a esse tipo de literatura mais reflexiva em breve.
    Adorei a resenha!
    Beijocas,

    Lu
    @LuPiras80
    www.equinocioaserie.com

    ResponderExcluir
  8. Oi flor! Li alguns livros do Paulo Coelho, mas confesso que não sou fã de carteirinha =D.

    www.falandodelivros.com

    ResponderExcluir
  9. Nana, já li Brida do Paulo e gostei um pouco, também li O Diário de Um Mago e não gostei. Não sou muito fã do autor mas gostei da sua resenha e fiquei bem interessada, quero ler :)


    http://ogato-leitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Uau! Adorei a resenha. Parabéns!!!

    Beijo,
    www.estanteseletiva.com

    ResponderExcluir
  11. oiii tem selinho pra você lá no blog
    Beijos
    Tífany - http://osamantesdaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir