14 de abril de 2013

[Cantinho da Lilian]A música e a Literatura


Postado por Carol Guimarães



Olá, queridos!
         Já perceberam que a música e a literatura se encaixam perfeitamente? E pode-se afirmar que é uma relação de amor, apesar de não haver uma carência entre uma e outra, compreendemos como elas caminham juntas rumo à harmonia artística. Essa agitação sonora e verbal cria uma dimensão distinta de acordo com as épocas.

Soneto de Fidelidade
Vinicius de Moraes

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure


            Esta visível união pode ser apreciada nas Óperas; Jazz; MPB etc. e muitos grandes nomes podem estar ligados a essa tendência ‘literáriamusical’: Vinícius de Moraes, Maria Bethania, Arnaldo Antunes, Vila-lobos, Raimundo Fagner entre outros.  Recentemente tenho percebido uma nova forma de divulgação dos livros dos autores que é o trailer. Onde trechos dos livros são lançados com imagens e com uma bela ‘ou não’ trilha sonora.

            As lendas estão recheadas de música e literatura. A lenda Grega conta que Orfeu apazigua as feras e seduz o coração de homens e mulheres com a beleza de sua lira. Com o toque sagrado, Orfeu movimentava a natureza ao seu bel prazer. Dizem os filósofos que o universo foi criado sobre notas musicais e que a condição ‘sine qua non’ de o homem ser homem é a linguagem. E compreendemos o homem como parte integrante do universo e que a literatura é linguagem. E poeticamente falando, nós somos música e literatura.

            Toda essa harmonia de longos anos vem com o intuito de nos revelar seres integrantes da beleza da vida. Pode parecer brega o conceito, mas é a pura verdade. Ora, então por que o homem criaria a arte? O universo está inserido em notas musicais e muita literatura. E é essa inserção que mantém o homem na condição de Ser humano! 
 
Esta que vos aborrece é, 
Lilian Farias

0 comentários:

Postar um comentário