21 de abril de 2013

[Resenha] As Violetas de Março


Postado por Carol Guimarães




Sinopse: Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio. Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. 
Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta. 
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história. 
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades. 
As Violetas de Março é um romance sobre a força do amor, sobre as peças que o destino prega e sobre como podemos ser felizes mesmo quando tudo parece conspirar contra a felicidade.



Por Geisa Prates

"O amor verdadeiro,perdura ao tempo,a mágoa e a distância."

Confesso que inicialmente achei que o livro Violetas de Março fossem memórias da própria autora, mas ao devorar as páginas cada vez mais e mais, percebi que se tratava de uma das melhores ficções que já li. Narrada em primeira pessoa, a história se passa em março na ilha de Bainbridge Island, local que abriga muitos segredos sobre Emily Wilson e o passado de sua família.
Emmy mora em Nova Iorque e é uma famosa escritora, mas anda frustrada com a rotina e a separação do marido. Sua melhor amiga a orienta fazer uma viagem para ficar um tempo sem ver Joel (seu ex marido) e quem sabe encontrar algo novo, uma história que a inspire escrever um novo livro. Ela pensa imediatamente em visitar Bee, uma tia que mora na Ilha. La ela encontra algumas pessoas e lugares que causam nostalgia, afinal aquele lugar marcou muito sua infância. O mais inusitado é que o livro apresenta um segundo personagem principal a partir de um objeto preciso encontrado por Emmy.
 Segredos, traições, confissões e muito amor são os ingredientes que compõe esta narrativa que o leitor só vai descobrir quando ler. Mega indicado.



3 comentários:

  1. Já imaginava que o livro era bom. Amei essa capa, agora fiquei com mais vontade ainda de ler ele.
    Gostei muito da resenha, com certeza pretendo ler ele futuramente.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Geisa sua linda! Parabéns pela resenha \o/ agora me deu muita vontade de ler esse livro :/ kkkk
    Beijokas *.*

    ResponderExcluir
  3. Meninas se vocês começarem, garanto que em pelo menos três ou quatro dias vocês terminam. É muito bom.

    ResponderExcluir