22 de dezembro de 2013

[Resenha Policial] Retrato de uma Espiã


Postado por Carol Guimarães


Sinopse: Aposentado do serviço secreto israelense, o restaurador de arte Gabriel Allon decide passar um fim de semana em Londres com sua esposa, Chiara. Mas seus sentidos estão sempre em alerta, sobretudo depois dos recentes atentados suicidas em Paris e Copenhague. Em meio à multidão, Gabriel detecta um suspeito. Um homem-bomba. Quando está prestes a atirar para matar, ele é detido pela polícia britânica e acaba presenciando um terrível massacre. Já de volta à sua casa na Cornualha e ainda assombrado por não ter sido capaz de impedir o ataque, o agente é convocado a comandar um esquema global contra a guerra santa muçulmana. Uma nova rede terrorista se espalha pela Europa e só há uma solução para derrotá-la: infiltrar um agente duplo. A espiã ideal é uma bilionária saudita que vive de dissimulações, transitando entre os mundos islâmico e ocidental. Treinada por Allon, ela deve evitar que o terror se dissemine. Numa trama que espelha as tensões e conflitos da atualidade, Gabriel precisa identificar o inimigo para, enfim, chegar a seu covil: o plácido porém implacável deserto da Arábia Saudita.

"Uma pessoa Integra pode fazer  diferença,a diferença entre a vida e a morte."
Elie Wiesel


Gabriel Allon possui duas paixões,a primeira é pelas artes plásticas e a segunda é aquela que ele vive tentando esquecer,mas quanto mais ele foge do seu passado,mais é perseguido,entrando cada vez mais fundo nesse mundo repleto de segredos.
"Num mundo onde o  sigilo e a duplicidade são absolutas,a vingança é um luxo sem preço e a maior das obras de arte."
Como Gabriel não consegue escapar desse mundo secreto  da espionagem,ele tenta conciliar suas duas paixões e o resultado disso é uma história clássica policial repleta de enigmas e com um toque de luxo artístico.
O meu primeiro contato com o renomado agente da Mossad está sendo em Retrato de uma Espiã e preciso dizer que estou amando?
Adoro livros inteligentes que faz com que o leitor se envolva,desvendando junto com o personganem os mistérios de um crime e tralhar lado a lado com Gabriel Allon e sua equipe está sendo um máximo.
Em Retrato de um Espiã entramos no mundo do terrorismo,dos homens bombas,no qual vemos Gabriel Allon como o cara aposentado do serviço secreto israelense que levava sua vidinha tranquila como o restaurador de arte chamado Giovanni Rossi e se depara com um terrorista no Convert Garden em Londres e a difícil situação de Morte e Vida.
Depois desse incidente Gabriel e sua equipe volta a ativa para tentar dissipar essa nova rede de terroristas que está matando milhares de pessoas inocentes pelo mundo.
E a solução?
Madona e a criança com Maria Madalena,óleo sobre tela,110 por 92 centímetros,atribuida a Ticiano. 
Apesar de ser um livro voltado para o mundo da espionagem,onde uma mulher bilionária tenta derrotar uma  rede terrorista que assombra o globo terrestre,somos apresentados para uma cultura que normalmente não é comentada muito em literatura.Daniel Silva nos apresenta ao mundo islâmico e quem será nossa estrela guia nessa trajetória é nada mais nada menos do que Nadia Al-Bakari,a  bilionária que fará o impossível para salvar o mundo,mas que também luta bravamente pelos direitos da mulher no Oriente Médio.
E é assim que conhecemos um pouco dos conflitos atuais desse mundo oriental,onde a honra é tudo e que os céus ajudem as mulheres desse mundo se estas desonrarem o homem que detém controle sobre elas.
O Retrato de uma Espiã não é apenas o retrato de uma mulher guerreira que tem a difícil missão de salvar milhares de vida,mas sim o retrato de várias mulheres que ficam escondidas debaixo de panos e mais panos,mas que apesar disso elas tem a força de lutar pelos seus direitos como seres humanos em um lugar que elas são vistas como NADA pela sociedade.