30 de janeiro de 2014

[Repórter por um Dia]Conversando com George R. R. Martin em 18 de março de 1999


Postado por Carol Guimarães

Bom dia Gulosos! 
Não fiquem assustados com a data da entrevista,pois ela está super certa!
Como amo fuçar na internet acabei achando essa entrevista lá no site Games of Thrones BR e achei super interessante postar aqui no FVL.
A entrevista foi publicada pelo extinto site  Event Horizon que tinha uma programa semanal de chats com convidados do mundo de Ficção Cientifica, Fantasia e Horror. Em Março de 1999 eles convidaram um ainda não tão famoso escritor de Fantasia chamado George R. R. Martin.
Nessa época o nosso tão aclamado escritor tinha lançado apenas os dois primeiros livros d’As Crônicas de Gelo e Fogo, ele estava escrevendo o terceiro, e previa que a saga acabaria por volta de 2006.
OBS: Em 1999, Martin ainda considerava que seriam SEIS livros por que Festim e Dança seriam um só livro.


Bora conferir a entrevista na integra?!




E_Dave:  Olá, bem-vindos ao Flashpoint . Eu sou Dave Slusher, o seu anfitrião no evento de hoje, e nosso convidado é o escritor George R. R. Martin. Bem-vindo, George! Para começar, por que você não faz um resumo de sua série d’As Crônicas de Gelo e Fogo?

George_RR_MartinEssa é uma ótima pergunta. . . Eu poderia escrever por duas horas sobre isso. Seis livros para começar. Seis grandes livros. Uma mistura de fantasia épica e ficção histórica no mesmo tomo. Um elenco de milhares de personagens. E um orçamento de efeitos especiais ilimitado. O que mais posso dizer, Dave?

EH_Dave: Essa é uma boa idéia para começar. Por que você decidiu escrever uma série de livros tão completa?  Era o que queria ter feito?

George_RR_MartinEram apenas três livros quando eu comecei… mas a idéia cresceu. Depois de 10 anos em Hollywood, medindo cada palavra para fazer roteiros de 60 páginas, queria fazer algo grande, algo em que você não precisa balancear o orçamento.

Granny: Da forma como as pessoas morrem em seus livros, vai sobrar alguém vivo até o último?

George_RR_MartinNão vai ter mais ninguém vivo no sexto livro (que seria o último). Na verdade, todos morrem no quinto. O sexto livro será apenas uma descrição de mil páginas de neve caindo sobre os túmulos…



EH_Dave: Foi difícil voltar às novelas após passar um tempo em Hollywood? O trabalho deve ser solitário, eu acho.

George_RR_MartinFoi um alívio voltar para os livros. Minhas experiências recentes em Hollywood eram desagradáveis​, eu estava chateado e cansado.

EH_Dave: Quanto do trabalho de escrita de A Fúria dos Reis foi de criação de personagens? Você tem um grande elenco.

George_RR_MartinA criação de personagens é sempre uma parte importante, obviamente. Com uma série de romances como este (com tamanho de sete ou oito romances convencionais) a parte mais difícil é fazer com que cada personagem seja memorável e diferente do outro. Cada personagem que vemos nos capítulos a partir de seu ponto de vista precisa de sua própria voz, mas também de um elenco de apoio ao seu redor. Pode ser difícil. Felizmente eu me lembro muito melhor de meus personagens do que de pessoas reais.

"Não vai ter mais ninguém vivo no sexto livro (que seria o último). Na verdade, todos morrem no quinto. O sexto livro será apenas uma descrição de mil páginas de neve caindo sobre os túmulos…"

EH_Dave: Quando você escreve a partir do ponto de vista de personagens “bons” e “maus” como isso afeta a escrita? É preciso borrar a linha entre o bem e o mal?

George_RR_MartinEu exclui essas linhas, eu gosto de pintar em tons de cinza, não em preto e branco. Alguém disse uma vez que o vilão é o herói do outro lado. Eu quero refletir isso. Muitos romances de fantasia tem vilões clichê. Senhor Trevas, Rei Malvado ou Lorde Obscuridade. Bah!

EH_Dave: Você faz um bom trabalho apresentando personagens que são simpáticos, mas que não queremos que tenham sucesso.

George_RR_MartinObrigado. Quando eu escrevo um capítulo a partir do ponto de vista de um personagem eu estou tentando colocar você na cabeça dele para que tenha empatia com ele, pelo menos enquanto você lê este capítulo.

EH_Dave: Você simpatiza com todos os personagens? Assim como você escreve?

George_RR_MartinEnquanto eu escrevo? Sim. Quando eu mudo de personagem eu mudo de lado. Eu tenho os meus favoritos, é claro: Tyrion, Arya, Jon… mas eu amo todos. Mesmo aqueles que eu mato.

EH_Dave: Fale sobre Tyrion. Ele realmente se destaca em A Fúria dos Reis.

George_RR_MartinBem, também ajuda ele ter mais capítulos do que qualquer outro. Quando eu comecei com A Guerra dos Tronos eu pensei em dar o mesmo número de capítulos para cada personagem, mas logo descobri isso nunca iria funcionar. Alguns devem ser mais iguais do que outros. Ned é o personagem dominante no primeiro livro, Tyrion no segundo. Tyrion é um personagem muito fácil de escrever também. Os mais difíceis são Jon e Dany, em parte porque eles estão longe da ação principal, em parte porque seus capítulos tem o maior “quociente de magia”. Como eu já disse em outras entrevistas, a magia deve ser gerida com cuidado.

EH_Dave: Estes livros andam numa linha muito fina – tanto podem ser muito mágicos para fãs de romances mais históricos, e não mágicos o suficiente para os fãs de fantasia. Você tem essa preocupação?

George_RR_Martin: Claro que sim. Eu já tinha caído nessa vala antes em minha carreira… mais notavelmente com THE ARMAGEDDON RAG que não tinha elementos de horror o suficiente para os fãs de horror, nem mistério o suficiente para os fãs de mistério… e os fãs de rock ‘n’roll, evidentemente, não liam livros… então, NINGUÉM COMPROU, embora tivesse todos os tipos de críticas positivas. (o livro lançado em 1983, era essencialmente de mistério, mas continha elementos de horror e se passava no universo das bandas de rock, é considerado pelo próprio Martin como “um total fracasso comercial”).


EH_Dave: E, no entanto, muitos de nós antes do bate-papo começar estavam comentando sobre o quanto nós gostamos desse livro. Ele tem seus fãs.

George_RR_MartinSim, todas as nove pessoas que leram amaram o livro. Vocês devem estar todos aqui esta noite.

Zer0hour: Aqui! Aqui!

EH_Dave: De volta A Fúria dos Reis, uma das coisas que tornam seus livros diferentes de outros livros de fantasia para mim é a prevalência das consequências. Todas as ações têm repercussões aqui. Muitas fantasias não tem isso.

George_RR_MartinFelizmente, As Crônicas de Gelo e Fogo não terão esse problema. Muitas fantasias depois de Tolkien tem sido terríveis, é claro. Não me entendam mal, há escritores maravilhosos. Tad Williams, Robin Hobb, Ursula K. Le Guin, Jack Vance, Guy Gavriel Kay, e outros têm feito um trabalho maravilhoso no campo da fantasia. Mas em um monte de romances parece que tiraram fora todas coisas boas de O Senhor do Anéis e cozinharam o que sobrou.
"A criação de personagens é sempre uma parte importante, obviamente."


EH_Dave: Como leitor, eu me sinto muito mais imerso quando eu sei que os personagens estão jogando pra valer. Que eles podem passar por dificuldades ou morrer de repente.

George_RR_MartinConfesso, eu sempre fui a favor de matar alguém importante no início, para que os leitores saibam que é sério. Nós fizemos isso em A Bela e a Fera. Eu gostaria que isso tivesse acontecido em Tolkien. Gandalf deveria ter morrido.

EH_Dave: Sobre mitos e lendas, parece que o que acontece nos livros é sobre eventos que se tornarão lendas, o material de canções. Isso é próprio do projeto ou ele simplesmente funciona assim?

George_RR_MartinBem, meu trabalho sempre explorou a tensão entre o romance e a realidade: entre a lenda e a verdade por trás da lenda.

EH_Dave: Grande parte da ação acontece sem que vejamos, e ao leitor é contada por um outro personagem, que pode estar mentindo ou exagerando. De alguma forma, o evento já é uma lenda naquele ponto.

George_RR_MartinHmmm. Bem, eu vou argumentar sobre essa “grande parte”. Tento fazer com que a maior parte das ações mais importantes sejam testemunhadas pelo leitor. Ao mesmo tempo, eu não quero que isso pareça reciclado. Em A Guerra dos Tronos, por exemplo, há três batalhas quase consecutivas, e eu estava pensando em como conta-lás. No final, eu escolhi três diferentes abordagens. A primeira (A Batalha do Ramo Verde) foi totalmente explicada. A segunda (A Batalha do Bosque dos Murmúrios) foi apresentada por alguém que tinha ouvido falar mais do que visto, resumindo-a mais do que narrando, com base em um só sentido. A batalha final é apresentada como um diálogo, quando um mensageiro diz o resultado a Lorde Tywin. Dessa forma, esperava que o leitor não se fartasse de segmentos intermináveis de espadas se chocando, cavalos relinchando ou machados quebrando crânios.

Fourthman: Por favor, eu queria fazer 1 ou 2 perguntas. Syrio [Forel], ele estará de volta? Ou ele era Jacquen Hr’gar? THE ARMAGEDDON RAG terá nova tiragem?

George_RR_Martin : THE ARMAGEDDON RAG será relançado.

George_RR_MartinSe alguém aí não aguentar esperar pelos relançamentos, eu tenho cópias restantes de muitos dos meus antigos livros que eu ficaria feliz em vender. Me envie um email no GeoRR@aol.com. [INACRÉDITAVEL]

Granny: Você está tentando dizer alguma coisa ao leitor quando você enfatiza o quanto Arya e Jon amam um ao outro?

George_RR_Martin: Dizer algo para o leitor? Não, apenas dizer como se sentem os personagens. Claro, todos os livros dizem algo para o leitor.

Charmayne: Sr. Martin, tive a impressão de que Rhaegar havia violentado Lyanna. Foi isso ou estavam apaixonados?

George_RR_MartinRhaegar e Lyanna… bem, é uma revelação que você vai encontrar nos próximos livros. Mas se você não tiver certeza, eu estou feliz. Uma coisa que eu quero fazer é sugerir a incerteza de verdade. O mesmo acontece na vida real. A verdade sobre Rhaegar e Lyanna será evasiva… por um tempo.

Charmayne: Sr. Martin, eu só queria dizer que eu nunca fiquei tão comovida pela morte de um personagem como eu fiquei com a morte de Ned. Eu não conseguia superar isso. Obrigado por escrever uma série tão absorvente com personagens que você realmente sente que conhece.

George_RR_Martin: Obrigado, Charmayne.



Ran (Elio Garcia – Westeros.org): Se os integrantes da Guarda Real renunciam a mulheres (portanto sem filhos) e herança, como pode Jaime Lannister ser herdeiro de Rochedo Casterly?

George_RR_MartinTywin está em negação. Se admitir que Jaime não é o herdeiro teria que admitir que o herdeiro é Tyrion e isso não é fácil para ele.

Zer0hour: Sr. Martin, de onde você tirou a idéia de dividir os capítulos, como você faz?

George_RR_MartinA idéia para a estrutura se aproxima bastante da série WILD CARDS de romances mosaico [com vários autores]… só que eu escrevo todas as partes.

Revanshe: Será que vamos ver mais de Robb Stark? E quanto a Sor Loras? Ouvi dizer que haverá mais romance no próximo livro. Isso é verdade?

George_RR_MartinRomance? Hmmmm… bem, haverá. Deixe-me ver… um, dois, três, talvez quatro casamentos em A Tormenta de Espadas. Mas quanto de romance eles vão ter é difícil dizer. Robb tem um papel maior em Tormenta do que em Fúria dos Reis. Ele aparecerá mais, sim, mas não como um personagem com ponto de vista, ele aparece nos capítulos de Catelyn. [até o último, pelo menos].

Linda (Linda Westeros.org): Os Dorneses seguem ou seguiam outros deuses que não os dos primeiros homens por serem Roinares? Será que isso tem a ver com o Martell que governa Dorne ser chamado de príncipe ou princesa?

George_RR_MartinTalvez na sua época tinham seus próprios deuses, mas foram assimilados por casamentos com o resto do Ocidente e também adoram os Sete. “Príncipe” é um nome original da área do rio Roine, sim.

Tam: Como você escolhe o personagem que vai ter ponto de vista quando vai contar uma cena ou capítulo? Instinto? É o personagem que tem mais a ganhar ou a perder ou que mais vai sofrer?

George_RR_MartinEm alguns casos, há uma opção somente, se os personagens estão separados. Em outros casos, sim, uso o personagem que me dá mais potencial dramático. Pode ser complicado, porque pode haver muitos segredos sobre ele. Cada personagem tem informações diferentes que o resto não tem. Mas o impacto emocional é o mais importante.

Razib: Os Ândalos, Primeiros Homens e os Roinares são baseados em povos do mundo real (particularmente de partes da Europa)? (Os Dothraki parecem turcos ou mongóis, por exemplo).

George_RR_Martin: Nenhuma correspondência direta. Mesmo os Dothraki. Sim, eles são baseados , em parte, em mongóis e turcos, mas também sobre os hunos, os alanos e outros povos, e parte deles é imaginação. O mesmo com o resto dos povos. Como leio muita História, trago coisas dela. Mas eu não gostaria de mudar apenas os nomes e escrevê-los como são. Em vez disso, mudo as coisas, eu misturo X com Y, eu dou-lhes a história de um e a cultura do outro, imagino um rei ou uma religião diferente. Deixo as coisas mais inesperadas.

Wenci: Para você, qual é o personagem mais fácil de escrever? Por quê? E o mais difícil?

George_RR_MartinTyrion é o mais fácil. Jon e Dany são difíceis. Bran também é difícil… em parte por causa de sua idade.

Dwiff: Com referências a auroques, lobos gigantes e “o inverno está chegando”. Estamos lendo sobre um planeta Terra pré-histórico? A Idade do Gelo?

George_RR_MartinNão, é um mundo diferente, como a Terra Média de Tolkien. Não há conexões com a “nossa” Terra.

RMBoye: Pergunta simples – Saberemos algum dia o que aconteceu com Tyrek Lannister? [comentaremos mais sobre Tyrek em breve].

George_RR_Martin: Sim, você vai saber. Eu tento não deixar muitas pontas soltas. Mas às vezes você tem que esperar.

LEX_N_DC: Há muito sexo, uma parte parece gratuita, outra ajuda a história. É tudo necessário?
George_RR_MartinNão sei se concordo que alguma coisa no livro seja “gratuita”. O que eu tento quando eu escrevo é fazer com que os meus leitores estejam lá, que estejam imersos na história, em vez de apenas estar contando a eles. Para fazer isso, você deve apelar para os seus sentidos: imagens, sons, cheiros, gostos. Alguns disseram que há violência gratuita, mas como você vai contar o que se sente em uma batalha? Outros falam de sexo gratuito, mas a resposta segue o mesmo princípio para mim. E, além disso, eu fui acusado de descrições gratuitas de roupas, festas e heráldica (brasões de famílias).

RMBoye: Hey! Eu gosto das descrições das roupas (e armadura)! 

George_RR_MartinSó posso dizer que, Hey – Eu gosto de batalhas, gosto dos banquetes, gosto da heráldica e da pompa … e sim, eu gosto do sexo.

Fourthman: Hummm banquetes!

George_RR_MartinEstou escrevendo sobre a festa de casamento de Joffrey agora mesmo. Setenta e sete pratos!

Revanshe: 77 PRATOS! Uau!

Xaosx: Sr. Martin, por que Westeros parece ser o único lugar afetado pelos Outros e invernos longos? O resto do mundo parece não se importar.

George_RR_MartinWesteros não é o único afetado, mas é o mais afetado, pois é o único com extensões de terra distantes para o norte. Os outros continentes tem oceanos polares tão ao norte.

Granny: Existe alguma chance de Jon Snow ser dispensado de seus votos na Patrulha da Noite?

George_RR_MartinO Conselho Real havia liberado Aemon de seus votos como um Meistre (se ele tivesse aceitado), então eu acho que seria possível. Por uma autoridade adequada, claro.

Ran (Elio Garcia Westeros.org): Por que Aegon e seus descendentes não conseguiram conquistar Dorne, apesar de seus dragões? Os exércitos de dois reinos foram incinerados, o norte se ajoelhou, Ninho da Águia também, o Rei da Tempestade (antecedente dos Baratheon) foi assassinado e Harrenhall quase derreteu. O que tornou Dorne tão especial?

George_RR_Martin: Os Dorneses eram protegidos por suas montanhas, mas também por seu estilo de luta. Não houve grandes exércitos se encontrando ou castelos impenetráveis ​​(como Harrenhall). Eles apareciam e desapareciam antes que os dragões atacassem, atirando e matando quanto podiam. Uma guerra de guerrilha, em outras palavras.

Ran (Elio Garcia Westeros.org): Povo inteligente.

George_RR_MartinEmbora, claro, a palavra “guerrilha” não existisse nos Sete Reinos.


"Meu trabalho sempre explorou a tensão entre o romance e a realidade: entre a lenda e a verdade por trás da lenda."


Fourthman: Você tem planos para depois d’As Crônicas de Gelo e Fogo? Além de Dunk e Egg, quero dizer. Algum outro épico?

George_RR_Martin: Depois de gelo e fogo… bem, eu tenho um milhão de idéias. Depende de por qual delas eu esteja apaixonado lá por 2006 mais ou menos.

Revanshe: Você pode nos dar informações sobre como as estações do ano chegaram onde estão agora ou vamos descobrir mais tarde? Renly era gay? Hodor nasceu com deficiência mental ou teve um acidente que causou isso?

George_RR_Martin: Todas essas perguntas serão respondidas nos livros. Desculpe.

Stroh: Você mencionou antes que haverá um período na história de cerca de cinco anos entre os eventos de A Tormenta de Espadas e A Dança dos Dragões. Uma razão evidente é permitir que os dragões de Dany cresçam. Qual outra razão que pode nos dizer?

George_RR_MartinOs dragões de Dany — e as crianças! Quando eu comecei este projeto, eu nunca pensei em escrever milhares de palavras sobre crianças de 12, 10 e 8 anos. Eu tenho que deixar Sansa, Arya e Bran um pouco mais velhos ou eu vou enlouquecer. Nem tentei escrever do ponto de vista de uma criança de 3 anos, mas quando estiver um pouco mais velho, ele e Cão Felpudo voltarão à história.

Skydancer: Como sabe qual vai ser o tamanho da série, e quantas vezes você já mudou de opinião?

George_RR_MartinComo faço para saber? Bem, muito mal, julgando o fato de eu ter passado de três para seis livros. Mudei apenas duas vezes: primeiro de três livros para quatro, depois de quatro para seis. MAS TERMINA AQUI! SEIS! SEIS! SEIS!

LEX_N_DC: A profundidade de seus livros me lembra de Robert Jordan (A Roda do Tempo). Acha que terá os mesmos problemas com a extensão da série que ele teve? E além de dragões, podemos esperar para ver outras criaturas fantásticas?

George_RR_Martin: Bem, espero ter tantos leitores como Jordan, certamente. Quero todos que conseguir. Já falei da extensão: a minha história termina com o sexto livro. E sobre criaturas fantásticas, tivemos mantícoras e basiliscos em capítulos de Dany, e é claro que eu trouxe animais extintos como mamutes e lobos gigantes. Certamente haverá mais no futuro.

Granny: Targaryen são imunes ao fogo uma vez que formam um “vínculo” com seus dragões?

George_RR_MartinGranny, obrigado por perguntar. Isso me dá a oportunidade de esclarecer um equívoco comum (que ainda dura até hoje…). OS TARGARYENS NÃO SÃO IMUNES AO FOGO! O nascimento dos dragões de Dany foi único, mágico, maravilhoso, um milagre. Ela foi apelidada de “Aquela Que Não Queima” porque andou entre as chamas e viveu para contar. Mas seu irmão, é claro, não foi imune a ouro derretido.

Revanshe: Então ela não seria capaz de voltar a fazê-lo novamente?

George_RR_MartinProvavelmente não.

RMBoye: Lady Greyjoy fará alguma aparição? O que Lady Stark (Catelyn) vai fazer com a espada de Brienne? Um corte de cabelo em Jaime? Vai cortar uma orelha dele?

George_RR_MartinBem, certamente eu não vou estragar a trama que eu deixei no final de A  Fúria dos Reis, desculpe. No próximo livro você vai saber. E não, eu não tenho planos para mostrar Lady Greyjoy. Não posso mostrar todos os personagens dos Sete Reinos.

Ran: Ashara Dayne é descrita como alguém com olhos violeta. Isso é fruto do casamento entre as casas Dayne e Martell, depois que a irmã do rei Dareon II se casou com um Targaryen, dando-lhes traços Targaryen? De outros descendentes de Valíria?

George_RR_Martin: Sobre olhos violeta… olha, Elisabeth Taylor tem olhos violeta e não é descendente de Valíria (que eu saiba). Nem é relacionada a Aegon, o Conquistador. Muitos suecos têm olhos azuis, mas nem todos com olhos azuis são suecos, alguns suecos não têm olhos azuis. A mesma coisa se ​​aplica aos Sete Reinos.

Ran:Eu estava atirando no escuro, mas realmente pensei que ela poderia ter olhos como os de Liz Taylor. Obrigado.

George_RR_MartinSe você quer saber sobre a descendência de uma família, os nomes são melhores pistas do que os olhos. As casas de descendentes dos primeiros homens tendem a ter nomes simples e curtos, muitas vezes descritivos. Stark, Reed, Flint, Tallhart (Tall Hart, cervo alto), etc. Os nomes Valirianos também são bastante distintos: o “ae” sugere algo valiriano na árvore genealógica. Os nomes Ândalos são… bem, nem Stark nem Targaryen, se isso faz sentido. Lannister, Arryn, Tyrell, etc. É claro que você tem que pensar que tem havido casamentos mistos entre descendentes há centenas ou mesmo milhares de anos, de modo que ninguém é puramente Ândalo ou Primeiro Homem.


"Quando eu mudo de personagem eu mudo de lado. Eu tenho os meus favoritos, é claro: Tyrion, Arya, Jon… mas eu amo todos. Mesmo aqueles que eu mato."

Revanshe: Há algumas perguntas sobre o que se refere “As Crônicas de Gelo e Fogo”. Alguns acreditam que se refere a Muralha / Os Outros e os Dragões, que se relacionam com outros personagens, sendo um deles especialmente Jon . Algum comentário?

George_RR_MartinNenhum comentário… só que eu sou conhecido por títulos que têm vários significados.

Xx: Estou curioso para saber por que Tyrion, que já tem o suficiente para chamar atenção, também ganhou cicatrizes importantes na batalha de Blackwater.

George_RR_MartinBatalhas são perigosas. As pessoas se machucam na batalha. Cicatrizes, desmembramento, e morte. Não muito nos romances de fantasia, eu admito. Mas eu queria que a minha fosse diferente. E também… um detalhe aqui. Em meus anos de Hollywood, sempre ficava chateado com diretores que filmavam batalhas medievais onde ninguém usava capacetes (Olhe Coração Valente e minha própria adaptação de “The Last Defender of Camelot”, como dois exemplos). Então, quis mostrar o que acontece se você tirar o capacete durante uma batalha.

Linda (Linda Westeros.org): Saberemos ou ouviremos um pouco mais Homens Verdes ou da Ilha das Caras? Se não, como são? Estão numa ordem isolada que ninguém se importa e não tem nenhum papel nos eventos dos Sete Reinos?

George_RR_MartinOs homens Verdes e da Ilha das Caras aparecerão nos próximos livros (Meu Deus, é difícil escapar algo de vocês!).

EH_Dave: OK, neste momento temos que terminar. Obrigado a todos pela participação no chat e a George R. R. Martin por estar aqui por muito mais tempo do que o esperado. Você foi incrível!

George_RR_MartinFoi divertido. Obrigado a todos por terem vindo.


0

Ual!Gostaram?!


Eu achei bem interessante a perspectiva de Martin há 15 anos e perceber em sua escrita que ele respondeu o que prometeu!E só nos resta esperar o tão temido final d'As Crônicas de Gelo e Fogo!






3 comentários:

  1. Muito interessante conhecer seu pensamento desde o início... Além de gênio rsrsrs o homem ainda tem senso de humor! ;)

    ResponderExcluir
  2. Bem legal a entrevista, nossa você foi fundo na net heim... kkkk
    Beijos flor!

    Jubs

    ResponderExcluir
  3. Ele é feio né???? kkkkkkkkkkkk
    Bom adorei a entrevista e não sei se um dia vou ler os livro dele não. kkkkkkkkkkkkk
    Sá grandes demais.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir